Visite tambem o novo Blog.

Visite tambem o novo Blog Relembre os acontecimentos dos anos 80 a 2000 : http://www.yzbrasil.blog.br/

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Paul Mauriat: ♫ L'Amour est bleu (Love is Blue) ♫




Sucesso de Paul Mauriat e sua orquestra em 1968, "L'Amour est bleu" ("Love is Blue") é uma composição de Pierre Cour e André Popp, que a gravou originalmente em 1967. A canção foi enorme sucesso não só na França, mas também em vários países do mundo, e recebeu inúmeras gravações, como as de Caravelli, Claudine Longet, Clementine, Gabor Szabo, Jeff Beck, Los Indios Trabajaras, Michel Fugain, Michele Torr, Ray Conniff, Richard Clayderman, Sandpipers, Santo and Johnny, The Dells, Vicky Leandros e outros. No Brasil foram registrações versões, intituladas "O amor é azul", de Clara Nunes, Celly Campello, Luiz Loy e seu Conjunto e The Jordans. A gravação de Paul Mauriat é o principal hit da carreira deste orquestrador francês nascido em 4 de março de 1925 em Marselha.

O talento de Paul Mauriat é hereditário. Era filho de uma família de músicos, tendo seu pai como primeiro mestre. Aos quatro anos, iniciou seus estudos de piano. Aos dez, entra para o Conservatório de Paris, saindo quatro anos mais tarde decidido a seguir a carreira de concertista. O encontro com o jazz, entretanto, muda os planos iniciais do artista. O novo ritmo decididamente influencia o estilo que o tornaria famoso em todo o mundo.

Mauriat cresceu em Paris e aos dezessete anos, organiza sua própria orquestra, apresentando-se em cabarés e teatros na França e em outros países da Europa. Na década de 50, tornou-se o arranjador preferido de vários cantores franceses, entre os quais se destaca a figura de Charles Aznavour. Fã da Música Popular Brasileira, Mauriat gravou clássicos como Casa no campo (Zé Rodrix - Tavito), Amada amante (Roberto Carlos - Erasmo Carlos), Presepada (Antonio Carlos - Jocafi), Naquela mesa (Sergio Bittencourt), Viagem (J.de Aquino - Paulo César Pinheiro) e outros.

Ele se retirou da profissão em 1998, num último show em Osaka, Japão. Mas a orquestra ainda faz shows pelo mundo, e inclusive fez duas viagens para a China. Em 2002 o escritor e perito na vida do maestro, Serge Elhaik lançou uma biografia autorizada escrita em francês, que se chama "Une vie en Bleu". Esta biografia contém valiosas informações sobre a discografia de Mauriat e muitas fotos dele e de sua orquestra. Nos últimos meses de vida, o maestro ficou residindo em sua casa de verão na cidade de Perpignan. Foi internado no hospital da cidade, muito fraco e, após 2 dias internado, a 1 da manhã do dia 3 de Novembro (horário local) de 2006, Paul Mauriat faleceu aos 81 anos.

3 comentários:

Anônimo disse...

Quem não se lembra dessa música? lembro-me bem de uma garota muito linda que conheci, porém não tive oportunidade de namorá-la talvez por ser timido demais; depois ela se mudou de cidade e nunca mais a ví, porém quando ouço L'Amour est blue volta uma contade louca de encontrá-la, porém estamos velhos demais para pensarmos em aventuras. Nem sei se ela é casada ou não. Melhor mesmo é ficar com as recordações.

Mariangela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mariangela disse...

Interessante....quando eu parti, tambem deixei um garoto muito bacana para trás....a última vez que o vi, foi acenando um adeus para mim e jogando beijinhos que eu peguei,de onde estava, no ônibus da Cometa, e guardei no coração até hoje ! Segui minha vida, e esta doce recordação guardo para sempre!A vida da gente é assim mesmo, cheia de encontros e desencontros.....