Visite tambem o novo Blog.

Visite tambem o novo Blog Relembre os acontecimentos dos anos 80 a 2000 : http://www.yzbrasil.blog.br/

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Escolinha da D Branca- Por Pedro Luís Pivato

Pois não era uma escola propriamente dita
*Era uma sala onde tinha um bocado de delinquentes rararara
*Era um verdadeiro sonho
*ai Deus!
*Pronto comecei a chorar
*Desculpe
*Mas tudo bem alí era  um tipo de um sonho
*No recreio era no galinheiro rarararara
*Era um quintal bem grande cheio de árvores frutiferas,  onde tinha as galinhas rarararara
*Aquelas carteiras bem antigas de abrir  fechar o bancá



*É uma bela homenagem a pessoas inesqueciveis



Ficava entre a Rio Grande do Norte e a Espirito Santo
*do lado da padaria da familia Scandiuzzi


*E antes de entrar no galinheiro tinha a oficina de marcenaria do yago

*Era uma oficina tipo Gepetto sabe tudo muuito certinho e bem organizado ele tinha o sorriso mais puro que e
*Ali só faltava ter o Pinnochio
*Era emocionante aquilo ali tudo era um sonho tipo sitio do Pica Pau Amarelo

 "Está quase na hora de ir para a dona Branca para
estudar"
*mãe prepara minha lancheira
*beijo mãe, beijo pai....
*era assim.......
*saudosista extremista

8 comentários:

pedro luis disse...

OBRIGADO AMIGA!!!! REALMENTE É ESSA MINHA VISÃO DE PESSOAS INESQUECIVEIS!!! DONA BRANCA E YAGO!!! SEM PALAVRAS SÓ SAUDADES!!!

vera márcia disse...

Muitas saudades mesmo Pedrinho. Tambem tive o previlégio de frenquentar a " Escolinha de dona Branca" Me lembro perfeitamente dos recreios...era mesmo no quintal..a gente subia nas árvores, e ela ficava doidinha de medo de acidentes. Dona Branca está no céu...aguentar os capetinhas do Higienópolis não era fácil. Sr. Yago, como esquecer daquele anjo....ele consertava minhas bonecas...as crianças adoravam ele. Muita saudades deles.

Didi disse...

Eu como vizinho de quintal praticamente, conheci muito Dona Branca e Sr.Yago Marceneiro, duas exelentes pessoas, não cheguei a frequentar a esccolinha da Dona Branca , mas tinha muita consideração por ela, e seu irmão Yago, que criava frangos, muitas vezes compramos frango para o Domingo la no Sr.Yago! Só agradeço a Deus por ter conhecido esses dois seres humanos maravilhosos que eram. Onde estiverem que Deus ilumine sempre, adorava como vizinha a D.Branca.

Valéria disse...

não frequentei a Escola da D Branca...mas alguns colegas , sim...
me lembro dela direitinho, pois era meu caminho de tds os dias...deixou saudade pr muitos!

BALTAZRA disse...

ME LEMBRO MUITO BEM DE DONA BRANCA JA TINHA SEUS CABELOS BRANCOS PARECE , CUIDAVA DAS CRIANÇAS COMO SE FOSSE SEUS FILHOS HOJE NAO EXISTE MAIS PROFESSORAS COMO AS NOSSAS DAQUELE TEMPO E UMA PENA , DONA BRANCA ENSINOU MUITO O B A BA PARA UMA BOA PARTE DE CRIANÇAS DA EPOCA SAUDADES DAQUELA ESCOLINHA DA RUA S. PAULO

Marco A. Oliveira disse...

Estudei na escolinha de da. Branca em 1949, por cerca de 3 meses. Havia acabado de me mudar para Catanduva e precisava esperar o início do segundo semestre, para ingressar no 2o. ano primário (que fiz no Paulo de Lima Correia, na rua 13 de Maio, entre Alagoas e Sergipe).

Da. Branca era muito aplicada como professora - e muito protetora, também. Lembro-me da irmã e do pai dela, igualmente. Ele, marceneiro, fez para mim um carrinho de madeira (um carrinho de rolimã sem rolimã!) a pedido de minha mãe.

Nunca mais tive contato com eles, depois disso.

Marco A. Oliveira

Anônimo disse...

Também estudei na escolinha da d. Branca. Que saudades! Eu e a Vanda, ela que todos os dias levava pão com mortadela feito na padaria dos Saconato e sempre me dava um pedaço. Gente linda.
Só para lembrar a irmã dela é a d. Irde.
Isabel Costa.

Mariangela disse...

Bem vinda Isabel!
Realmente este depoimento que colhi através de uma entrevista com o Pedro Luís ( filho do Pedrão da farmácia)pelo MSN é carregado de emoção. Muito gostoso mesmo, faz bem á nossa alma relembrar nossos momentos felizes!
"Recordar é viver"! Não deixe de continuar participando de nosso blog!Um grande abraço!