Visite tambem o novo Blog.

Visite tambem o novo Blog Relembre os acontecimentos dos anos 80 a 2000 : http://www.yzbrasil.blog.br/

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Invasão na PUC SP durante a ditadura militar

7 comentários:

Mauricio Ribeiro Jr. disse...

Muito bom, Mariângela. Parece que hj, tantos anos depois, está havendo um surto de amnésia sobre o q foi a ditadura militar. Acho q as pessoas podem ser favoráveis ou contra, é um direito; mas não neguem a história. Pode-se dizer q o regime militar tenha sido bom ou o contrário, mas não vamos assobiar e fingir q não existiu. Foi o período mais importante da história do Brasil no Sec XX e NÃO ESTÁ SENDO ENSINADO NAS ESCOLAS - pelo menos não em todas. Valeu o resgate, Má!

Mariãngela Cândido disse...

Com certeza Maurício, toda história boa ou não tem que ser resgatada e é por este motivo que estou aqui. Abçs!

Anônimo disse...

Pois é, hoje os jovens na faixa dos 20 anos nem sabem o que foi tudo isso. Nós, embora ainda mais novos na época, nos envolvíamos e nos informávamos, pois éramos solidários ao movimento estudantil, mesmo sem ainda poder fazer parte dele.Você tem razão Mauricio, este foi o momento mais importante da história do Brasil do século XX, e não está sendo ensinado pra que os brasileiros não saibam a força que eles tem unidos, hoje , muito pouca gente se lembra que pedimos "diretas já" e que conseguimos tirar um presidente e isso foi muito mais recente que a ditadura militar.
Muito bem lembrado Mariângela.

Rubens Janes disse...

Relembrar os idos de 1964, mais precisamente quando um punhado de generais da mais alta expressão resolveram dar um basta no que existia de pior, ou seja a possibilidade de ver o País cair num comunismo que a todos aniquila. Hoje, passados 47 anos; parece que foi ontem, muitos ainda não se deram conta da importância desse movimento. Fala-se muito nos chamados anos de chumbo, porém se esquecem de que embora o regime tenha sido um tanto cruel com alguns, foi a partir daí que tivemos algumas melhorias no setor trabalhista, fato negado pelos adeptos do socialismo. Dias destes li um artigo do jornalista Carlos Chagas sobre os cinco generais presidentes e pude checar melhor como se portaram. Aqui vai um pouco resumido: Castelo Branco deixou como patrimonio apenas um apartamento em Ipanema e umas poucas ações de empresas públicas privadas; Costa e Silva, deixou para sua viuva apenas a pensão de marechal e um apartamento em construção, em Copacabana; Médici dispunha como herança de família, de uma fazenda de gado em Bagé; Geisel, antes de assumir a presidência da República, comprou um sítio em Teresóplis, que a filha vendeu para poder se menterem no apartamento de três quartos e sala, no Rio de Janeiro; Figueiredo, deixou um apartamento em São Conrado que os filhos agora colocaram à venda, ao que parece em estado lamentável de conservação. Por tudo isso é de se perguntar: Se os militares fossem realmente tão maus a ponto de serem excluidos da história do Brasil, como podem terem morrido sem deixar grandes heranças aos familiares? Em contrapartida (está escrito, não sei se é verdade) o filho de um ex-presidente comprou uma fazenda pela "bagatela" de 47 milhões de reais. Dá então para se perceber quão benéfica foi a permanência dos 5 generais no poder. Graças a eles, hoje temos democracia. Podemos até dizer que os anos foram de chumbo, porém para quem andava na "linha", para quem não se metia em terrorismo nem praticava atos subversivos, esses anos foram de fato os melhores que o Brasil já viveu. Pena que as escolas já não ensinam nada sobre essa época. Querem apagar da memória do povo brasileiro esse período de real importância para nossa Pátria. Sejam a favor ou contra o acontecido, é hora de repensar a história do Brasil.
Em tempo: Não sou republicano (estou mais para monarquista) nem compactuo com este ou aquele sistema de governo. Penso somente na minha Pátria, hoje tão cheia de problemas em todos os sentidos, desde formação de verdadeiras quadrilhas que se apoderam de bilhões de reais que deveriam servir para melhorar a saúde, a educação e muitas coisas mais em benefício de todos os brasileiros. Tivemos muitos conflitos armados por pessoas que só pensavam em implantar no País um comunismo que por certo faria dos brasileiros um povo miserável e sem perspectivas de uma vida melhor.

Mariangela disse...

Antes de mais nada, obrigada por sua visita e participação neste Blog.
Realmente na época da implantação da ditadura militar, existia uma tendencia socialista, tal qual existe até hoje na América Latina. Os EUA sentindo-se ameaçado, implantou no Brasil o regime militar. Foi um regime muito duro, cruel,agressivo, ditatorial, opressor! Deixou feridas profundas nos corações brasileiros!
Quanto aos escândalos e corrupções, se existiram jamais os militares deixariam vazar estas informações já que cerceavam a liberdade de imprensa e qualquer tipo de liberdade de expressão. Não sei se as fontes de onde levantou os bens dos presidentes militares do brasil são confiáveis, mas o fato é que, eles receberam sempre pensão vitalícia como ex presidentes e ex militares, portanto não julgo que tenham ficado na penúria financeira como dá a entender em sua postagem.
A história do socialismo comprova que esta fórmula não deu certo, e mesmo assim está na moda entre os jovens se institulam socialistas. Eles tem vergonha de se dizerem capitalistas.
Essa corrupção nojenta, este abuso de poder, esta mordomia exagerada dos políticos brasileiros que estamos presenciando atualmente, se devem á má escolha por parte dos brasileiros na sua maioria sem grau de instrução necessário para fazer uma escolha consciente. Para se ter uma ideia políticos que participaram do esquema do mensalão foram reeleitos.
Espero que com o investimento na educação de nosso povo, um dia possamos ter um Brasil melhor.
Um grande abraço!

Rubens Janes disse...

Obrigado Maiangela. Espero que minha postagem sirva apenas para comparações, pois o que lí é o que escrevi. Se não for verdade, me perdoem. Meu único intento é mostrar a realidade entre a éra dos militares e o governo atual. Sabemos que o regime militar foi duro até demais e cerceou a liberdade de todos, porém era uma necessidade a tomada de poder pelos militares, senão hoje estaríamos vivendo num regime igual ao de Cuba. Infelizmente foi a esquerda que provocou o endurecimento do regime, já que se formaram grupos guerrilheiros prontos para aniquilar as Forças Armadas da nação brasileira. Não estou defendendo os militares nem tampouco o regime por eles adotado e se terminaram seus dias na penúria ou não, é dificil de saber. Acredito que tenham tido um fim de vida bem melhor do que a maioria do povo brasileiro, porém se recebiam soldo como militares e como ex-presidentes com certeza a própria constituição assim permitia. Hoje sabemos que os políticos com raras excessões vivem bem melhor do que os daquela época. Quanto ao fato do eleitor brasileiro não saber escolher seus representantes é um problema bem mais sério, pois com uma educação destas será que tem condições de saber o que é melhor ou piór? Espero que não tenha mogoado ninguém com esta minha posição, porém cada um tem uma ideologia e a minha é totalmente contra o comunismo e a favor de uma verdadeira democracia que não foi seguida pelos militares. Abraços a todos, mesmo àqueles que não comungam com a minha opinião.

Mariangela disse...

Rubens, fique sempre á vontade para manifestar suas opiniões neste Blog! Ele é DEMOCRÁTICO!Graças á Deus hoje conquistamos esta benção da liberdade de expressão!
Sou pela democracia e pelo capitalismo e contra qualquer tipo de ditadura. Abçs! Conto com suas visitas e participação neste Blog. Abçs!