Visite tambem o novo Blog.

Visite tambem o novo Blog Relembre os acontecimentos dos anos 80 a 2000 : http://www.yzbrasil.blog.br/

sábado, 11 de dezembro de 2010

Quem se lembra da Marisol ("Um raio de luz"), nos anos 60?






Adicionar legenda
No final dos anos 50 e início dos anos 60,surgiu nos cinemas brasileiros , a figura irradiante de uma menina de doze anos, loura, olhos azuis, vivaz, atriz e cantora. Seu nome: MARISOL. dos anos 60,surgiu nos cinemas brasileiros entre vários ídolos do público brasileiro, a figura irradiante de uma menina de doze anos, loura, olhos azuis, vivaz, atriz e cantora. Seu nome: MARISOL.

Descoberta em 1959 por Manoel J. Goyannes enquanto atuava no show, Coro y danzas de Málaga, sua estréia no cinema aconteceu no filme “Um raio de Luz” que tinha no elenco o popularíssimo galã brasileiro 
Anselmo Duarte. Foi um estrondoso sucesso.Em seguida vieram outros filmes da infanta: Há llegado un angel, Tômbola, Marisol no Rio e Cabriola. De repente, seus filmes não mais aportaram por aqui e o público se esqueceu da atriz-cantora prodígio.
Na fase adulta, e com o novo nome de Pepa Flores, Marisol interpretou vários filmes que permaneceram inéditos aqui. Casou-se com o seu descobridor, Manoel J. Goyannes e ficaram juntos de 1969 a 1972. Foi casada em segundas núpcias de 1982 a 1986 com o bailarino e coreógrafo Antonio Gades e dessa união, nasceram três filhas: Maria Esteve, que se tornou atriz Tâmara e Célia. Com Gades fez pequenas pontas nos filmes: Bodas de Sangue e Carmen.
Em 2004, residindo em Málaga, sua cidade natal, ela abandonou a vida artística e se tornou ativista social e humanitária.Recentemente, a ex-atriz-cantora prodígio foi homenageada e declarou à imprensa não gostar de sua carreira artística na fase infanto-juvenil. Pepa Flores, recebeu o prêmio Viernes outorgado pela Associação Málaga Século XXI, lembrada como Malaguenha do Novo Século.
Marisol que simbolizou toda uma época com seus papeis no cinema de menina adorável e encantadora e que na fase adulta renega essa mesma personagem por militar em questões políticas de esquerda, concordou em receber esta homenagem de seus conterrâneos. O evento que reuniu mais de 600 pessoas no Auditório Príncipe de Astúrias de Torremolinos.
Trajando um modelo austero em couro negro, Pepa Flores explicou que não tem intenção de retornar ao mundo dos espetáculos e que aceitou a homenagem a ela prestada em reconhecimento pelo que o mesmo significou.

A ex-Marisol foi capaz de reunir nesta homenagem com convidados provenientes de todos os segmentos sociais que demonstraram que a artista malaguenha continua sendo uma mulher muito popular e querida em sua terra. O prefeito de Torremolinos, Pedro Fernández Montes, presidiu a cerimônia que contava na platéia com as celebridades: a cantora Aurora Guirado; a atriz Maria Esteve, filha de Pepa Flores, o pintor Antonio Montiel e a atriz Encarnita Polo.
http://fanzineepisodiocultural.blogspot.com.br/2009/04/tera.html











Um comentário:

Valéria disse...

quem viveu esta época com certeza se lembra!...