Visite tambem o novo Blog.

Visite tambem o novo Blog Relembre os acontecimentos dos anos 80 a 2000 : http://www.yzbrasil.blog.br/

quarta-feira, 18 de abril de 2012

O Ford Prefect, uma adorável velharia.

E93A fabricada entre os anos de 1938 e 1949;

E493A fabricada de 1949 a 1953;


100E fabricada de 1953 a 1959;

107E fabricada de 1959 a 1961.


Este carrinho tão simpático, foi o primeiro carro que meu pai teve.Este foi o primeiro carro que me transportou como passageira!! Faz um pouquinho só de tempo que isso aconteceu, né? rsrsrs
Pois é... foi nele que cheguei em Catanduva em 1959, com 5 aninhos, vinda de Nova Granada, para esta nova cidade que tão bem me acolheu e que me fez tão feliz!
O do meu pai era o  E493A fabricada de 1949 a 1953 preto, e com ele viajamos bastante de Nova Granada para S José do Rio Preto, SP, onde residiam meus avós e tios do meu lado materno.
Meu pai o vendeu em Catanduva para comprar um Gordini, no início dos anos 60.
Mas chega de divagações...Se eu não me controlar eu escrevo um livro com minhas recordações! rsrs

Mas, vamos lá, contando um pouquinho da história do Prefect no Brasil:


O Ford Prefect foi um carro da Ford Motor Company fabricado entre 1938 e 1961.
Foram produzídas quatro gerações do modelo:
E93A fabricada entre os anos de 1938 e 1949;
E493A fabricada de 1949 a 1953;
100E fabricada de 1953 a 1959;
107E fabricada de 1959 a 1961.


Logo após a guerra, o Brasil estava carente de automóveis novos, uma vez que a importação de veículos particulares fora interrompida por três anos.
Já os ingleses, depois de resistirem bravamente a Hitler, enfrentaravam racionamentos e precisavam exportar produtos manufaturados e artigos de primeira necessidade.
Juntando uma coisa á outra, é fácil entender porque o Brasil, então um país agrícola, foi subitamente tomado por carrinhos ingleses, a maioria deles populares.
De uma hora para outra, passaram a ser comuns em nossas ruas marcas como Vanguard, Austin, Rover, Morris  etc.
Neste cenário, a Ford entendeu que poderia ter seu quinhão, trazendo os pequeninos Prefects e Anglia produzidos em Dagenham. Por volta de 1947, chegaram por aqui os primeiros Prefects.
Eram uma miniatura dos antigos Fordinhos ingleses e toranaram-se bem populares no Brasil.
Bem ajustado, um Prefect podia manter velocidade de cruzeiro de 70 km por hora e nas subidas de serra , faltava-lhe força. Tinha também a fama de esquentar muito, já que não usava bomba d’água, mas termo-sifão. De quebra, sua aparência antiquada rendia comparações com “ caixa de fósforo em pé” e outros gracejos.Alguns o chamavam de “Biriba”( desconheço a razão deste apelido )
O Jovem locutor Cid Moreira e o palhaço Carequinha se utulizaram dos prefects como meio de locomoção
Assim como todos os outros carros ingleses, os pequenos Fords começaram seu longo processo de decadência no Brasil;
Sua resistência não era a mesma dos carrões americanos e nossos mecânicos eram acostumados  aos brutos automóveis ianques.                                                                                                                               Por fim as peças escassearam e na década de 60. já em pleno domínio da indústria nacional, o carro inglês passou a ser considerado  coisa de gente sem dinheiro.
No começo da década seguinte, sumiram de vez de nossas ruas, para morrer esquecidos em ferros velhos.
Hoje são raros os sobreviventes,que resistem em mãos de apaixonados por modelos antigos.

Fontes de pesquisa:
Wikpédia, a enciclopédia livre
http://bestcars.uol.com.br/ph2/226a-2.htm

Aqui vão alguns vídeos para relembrar os Prefects...




Vamos passear de Prefect? Então clique na telinha abaixo








2 comentários:

Magui disse...

Também este foi o primeiro carro do meu pai.No final dos anos 50. Tenho tanta saudade como vc.

Mariangela disse...

Obrigada pela visita Magui! Agradeço tambem a solidariedade nesta nossa vivência comum! Como era bom nosso herói num Prefect, né?