Visite tambem o novo Blog.

Visite tambem o novo Blog Relembre os acontecimentos dos anos 80 a 2000 : http://www.yzbrasil.blog.br/

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Nossos eternos agradecimentos á fantástica máquina de lavar roupas!



Comercial antigo de Lavadora de roupas






No século XIX, as mulheres européias colocavam a roupa suja em uma caixa de madeira. O conceito do tambor rotativo acabou sendo levado às máquinas de lavar roupa. As primeiras máquinas elétricas, em que um motor rodava a tina, apareceram na Inglaterra e nos EUA, em 1915. A primeira lavadora de roupas automática do Brasil foi fabricada pela Brastemp, em novembro de 1959.

Em 1960, ano da realização da primeira Feira de Utilidades Domésticas (UD), as máquinas de lavar roupas ainda competiam com os tanques na preferência das donas-de-casa brasileiras. A maior mudança que o eletrodoméstico sofreu foi na década de 80. As lavadoras deixaram de ser mecânicas para se tornar automáticas. De lá pra cá, o produto foi aperfeiçoado com o avanço do uso da eletrônica.

http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20060726041521AAVXOag





Se existe uma coisa que eu gosto de fazer é lavar roupa. Pode acreditar. Você conhece alguém que tem vontade de trabalhar em uma lavanderia? Ou alguém que fica olhando a máquina de lavar funcionar? Muito prazer. Eu gostaria de dar um beijo e um abraço (e só!) em quem inventou a máquina de lavar. Pergunte a alguém de mais idade que lava ou lavou roupas à mão o bem que faz uma máquina de lavar. Estima-se que uma máquina de lavar economiza 5 mil horas de trabalho manual por ano! Coisa que alguns nem dão aquele valor. Eu me lembro de quando era pequeno e via minha mãe lavar roupas à mão no tanque. Toalhas, lençóis, cobertores e tudo o mais ficava de molho na bacia e era lavado no tanque. Depois nós, os filhos, quando mais crescidos estendíamos no varal, engatávamos o bambu nele e levávamos a corda até o alto. Secadora? Nem sabíamos que existia. Quando começava chover, era aquela correria.
Observe o bambu segurando o varal...

Para mim sempre a pior parte era “dipindurar” a roupa no varal. Tinha verdadeiro ódio. Parecia que as roupas na bacia não tinham fim! Depois de secas vinha a “passança”. Minha mãe armava a tábua na frente da TV e passava as roupas a tarde inteira. A sogra da minha mãe tinha ainda um ferro de passar (de ferro), que pesava o equivalente a um caminhão e em que se colocava água fervente ou carvão em brasa para passar a roupa. Antes de falecer esse ferro era só um item de decoração da sala de estar. Nossa geração já tinha ferro elétrico e Passebem.

http://brasileirovivendonoseua.blogspot.com/2011/08/lavar-e-passar-roupas-nos-eua.html


A máquina de lavar , a de casa era muito engraçada, deve ter sido umas das primeiras...ela tinha um "rolo" que ''torcia'' a roupa, parecido com esses de abrir massas...tinha os pés altos; (quero dizer, ''pernas"...kkk) branca, quadradona...não sei q fim levou, deveriamos ter guardado afinal acho que esta foi a melhor invenção do homem para nós, as MULHERES!!
"Era elétrica já", para trocar de fases, isto é , bater , enxaguar, tinha uma espécie de "câmbio", desses igual de carro. Era um cano comprido com uma espécie de bola na ponta.Você ia "cambiando", mais ou menos isto..., há! o "rolo" para torcer, era mais ou menos manual. Como era externo, você pegava a roupa e  colocava atrás, uma "bacia de alumínio "amparava"...

Por Valéria Pagliarini Costa

3 comentários:

Lucila disse...

Eu ainda tenho uma igualzinha a da primeira foto e o homem da manutencao nao deixa que desfaca dela...rsrsrs

Mariangela disse...

rsrsrs...então você tem uma relíquia em casa! E funcionando!!! As antigas eram melhores! As de hoje, quebram por qualquer coisa e os técnicos vem e mandam a gente jogar fora e comprar outra! kkkkkk

Valéria disse...

os técnicos não aconselham mesmo a troca, até compram por +- R$250,00 e vendem por +- R$450,00...
segundo eles , as novas "só faltam passar a roupa" mas tem "vida útil muito curta"!
tento conservar a minha, é da década de 80...e ótima!