Visite tambem o novo Blog.

Visite tambem o novo Blog Relembre os acontecimentos dos anos 80 a 2000 : http://www.yzbrasil.blog.br/

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Revivendo a Jovem Guarda-Nalva Aguiar: "Vem quente que eu estou fervendo"


Mais conhecida pela gravação de Erasmo Carlos, a quem muitos atribuem erradamente como autor da canção, "Pode vir quente que eu estou fervendo" também foi gravada pela Nalva Aguiar em 1967, ano em que Eduardo Araújo - este sim, o verdadeiro compositor desse hit em parceria com Carlos Imperial - também a registrou em disco pela Odeon. A música fez parte do segundo compacto simples, lançado pela Chantecler, da hoje chamada Grande Dama da Música Sertaneja, como vem sendo considerada a cantora. No ano anterior, embalada pela Jovem Guarda - nome do programa liderado por Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa -, Nalva iniciou profissionalmente a carreira artística com o compacto simples com as música "É o amor" e "Garota diferente". 

Este vídeo traz cenas da artista, em participação especial, no filme "Adorável Trapalhão", com Renato Aragão, também em início de carreira, e o ator Amilton Fernandes (27/04/1919 - 07/04/1968), na época um dos maiores ídolos da TV, graças a novela "O Direito de Nascer", trama em que interpretou o personagem principal Alberto Limonta. Neste longametragem, dirigido em 1967 por J.B. Tanko, que também assina o roteiro ao lado de Jarbas Barbosa, Carlos Diegues e José Oliosi, a música não é exibida na íntegra. Agora, com os recursos permitidos pelos programas de informática, foi possível editar um clipe completo com o áudio original de estúdio, no qual é acompanhada pelo grupo The Jet Blacks, incluindo cenas do mesmo filme. 

Nascida na cidade de Tupaciguara-MG, no dia 09/10/1945, Nalva começou a cantar em festas e também na emissora de rádio de sua cidade-natal, além de outras emissoras de rádio da região e também na TV Triângulo Mineiro. Na primeira metade da década de 1960 participou de um dos Discos da dupla "Nísio e Nestor". No ano de 1966, a cantora trocou sua Tupaciguara natal pela Capital Paulista, onde morava o primo Luiz Aguiar, radialista e também cantor do hit "Eu sou alguém". Em 1967, Nalva lançou outros dois compactos, com as músicas "Coração de madeira" (uma resposta ao sucesso de Sérgio Reis, "Coração de papel", e a versão de "Pata Pata", grande sucesso de Miriam Makeba, falecida em 10 de novembro de 2008. Nesse mesmo ano, regravou "O cantador" (sucesso de Elis Regina), num LP com músicas do Festival da TV Record, e "Prova de fogo" (hit de Wanderléa), em outro álbum com sucessos da Jovem Guarda.

Em 1969, trocou a Chantecler pela Beverly, e obteve o grande êxito popular em 1970, com a música "José" (também gravada no primeiro disco solo de Rita Lee), uma versão feita por Nara Leão de "Joseph", de G. Moustaki. Na seqüência, foi para as paradas de sucesso com "Não Volto Mais" (versão de Wando para "Rock and Roll Lullaby", sucesso na voz de B.J.Thomas) e "Adeus" (versão feita por Fred Jorge para "Goodbye", de Lennon-McCartney, e sucesso da cantora Mary Hopkins). Em 1973, trocou a Beverly pela CBS, atual Sony, e passou a se dedicar à Música Sertaneja, obtendo grande sucesso em 1976 com a gravação em ritmo pop de "Beijinho Doce" (Nhô Pai). A partir daí, sua carreira deslanchou com outros êxitos e hoje é considerada a musa do country music nacional.

A cantora chegou a morar no exterior e, nos EUA, foi condecorada por uma rádio do Texas com uma placa que a descreve como a rainha da música country no Brasil.

Com a inauguração da TV Triângulo, hoje TV Integração, em 1965, ela se tornou apresentadora do programa musical “A Estrelinha Que Canta”. Dois anos depois, ao conhecer e namorar Roberto Carlos, foi para São Paulo, tentar a sorte. “No carnaval deste ano eu até desfilei na Beija-Flor, em homenagem ao Roberto Carlos. Pedi ao Segundinho (filho do rei) para me ajudar a subir no carro porque estou enxergando pouco e ele disse. ‘Tenha dó Nalva, o cego aqui sou eu e sei muito bem que você namorou meu pai’”, disse ele.


Com participações em shows e homenagens em programa de TV, Nalva Aguiar mora em São Paulo, mas vai sempre a Uberlândia, onde tem casa e um estúdio que leva seu nome ao contrário “Avlan”. “Apesar de ser de Tupaciguara, eu amo Uberlândia. Devo tudo que tenho à cidade, onde mora um dos meus filhos e tenho grandes amigos. Vou sempre”, afirmou.


A cantora agora tem planos de gravar um DVD apenas com mulheres convidadas. 
Na lista estão as amigas Roberta Miranda, Irmãs Galvão, Inezita Barroso, 
Sula Miranda, entre outras. “Estou na luta e sou muito feliz. Continuo a mesma de sempre, como diz o Chrystian e Ralf, eu sou ‘desorientadinha’”, disse Nalva Aguiar.

http://www.correiodeuberlandia.com.br/entretenimento/os-passos-de-nalva-aguiar/
Read more: http://cifrantiga2.blogspot.com/2008/01/nalva-aguiar.html#ixzz2DjoQfVzZ 



Nenhum comentário: