Visite tambem o novo Blog.

Visite tambem o novo Blog Relembre os acontecimentos dos anos 80 a 2000 : http://www.yzbrasil.blog.br/

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Seleção de músicas de rock brasileiro dos anos 50 e 60


A história do rock no Brasil é basicamente a mesma dos demais países, exceto Estados Unidos, onde ele nasceu, e Inglaterra, onde, de certa forma, o skiffle assimilou a seu jeito e de forma mais rápida a nova linguagem musical. Ao chegar em terras brasileiras, diante da inexperiência dos jovens frente ao ritmo novo, aos instrumentos e, mesmo, à falta de espaço social para a juventude, o rock and roll foi absorvido inicialmente pelas orquestras de jazz, e pelos cantores tradicionais, responsáveis pelos primeiros hits do 
novo gênero.

Anos 50 e 60    
No final da década de 50 e começo da de 60, Sérgio Murilo e Celly Campelo recebiam os títulos de rei e rainha do rock nacional, por causa dos covers que faziam e de suas famosas composições "Marcianita" e "Broto Legal".
Pouco tempo depois, nossos músicos já começavam a manifestar as influências sofridas pelo sucesso do rock, compondo músicas neste estilo e, às vezes, até mesmo plagiando os estrangeiros. O fenômeno conhecido como Jovem Guarda, que conquistou o Brasil na década de 60, é um bom exemplo de como nossos artistas utilizavam-se da cultura norte-americana. Os grandes hits de muitos dos grupos daquela época eram covers traduzidos de músicas estrangeiras, com arranjos levemente modificados. Cantores como Wanderléia, Silvinha, Eduardo Araújo, Renato e seus Blue Caps, Jerry Adriani, The Fevers, Golden Boys e muitos outros, tornaram-se famosos justamente por causa destes covers. É claro que todos eles tinham suas próprias canções, que também ganharam reconhecimento do público daqui mas, sem dúvida, o primeiro impacto sempre era conseguido através de um cover. Dois dos maiores compositores deste tempo eram Roberto Carlos e Erasmo Carlos, cujas músicas fizeram muito sucesso e foram cantadas por quase toda a turma da Jovem Guarda. 
A divulgação dos brasileiros do rock’n’roll era feita através de um programa televisivo transmitido nas tardes de domingo, chamado justamente Jovem Guarda. E daí saiu a denominação do movimento. Nesta mesma década de 60, surgiram outros grupos de rock que passariam a ter grande importância no desenvolvimento do estilo no Brasil. Mais precisamente em 1966, o país viu nascer o mais irreverente dos grupos, cuja vocalista ruiva é considerada, até hoje, titia do rock nacional. Os Mutantes, formado por Rita Lee, Sérgio Dias e Arnaldo Baptista, nunca obtiveram grande sucesso comercial, mas seu pioneirismo influenciou toda uma geração futura. O grupo durou menos de dez anos e Rita Lee foi a única integrante que conseguiu fazer sucesso com a carreira solo.

                                                                                                                                     
Seleção de músicas do rock nacional dos anos 50 e 60 :

1960- Sergio Murilo- Marcianita


1963 - Albert Pavão - Vigésimo Andar



Celly Campello - Banho de Lua - Estúpido Cupido...


1963 - Ronnie Cord - Rua Augusta


TONY CAMPELLO - BOOGIE DO BEBÊ


1957 - Betinho e Seu Conjunto - Enrolando o Rock


DEMÉTRIUS - ROCK DO SACI


Negro gato


O Tremendão Erasmo Carlos 


HISTORIA DE UM HOMEM MAU - Roberto Carlos


Pode vir quente que eu estou fervendo- Erasmo Carlos


Orlandivo - Bolinha de Sabão (SAMBA ROCK)


Dance rock com Celly Campello (Estúpido Cupido)


O Bom-Eduardo Araujo




http://tiagorock.site90.com/historia.html



4 comentários:

ROCK 'N' BILLY disse...

Muito legal essa postagem, obrigado por divulgar esse pessoal e mantar a chama acesa!

Mariangela Rodrigues da Silva Cândido disse...

Rock "N" Billy, eu é que agradeço sua visita e por prestigiar meu post!Abçs!

CLAUDIO FLASH BACK disse...

Jamais haverá uma época tão romântica
e produtiva musicalmente, como foi a JOVEM GUARDA!!
Belo post. Parabéns Mariangela.

Abraços

CLAUDIO FLASH BACK

Mariangela Rodrigues da Silva Cândido disse...

Obrigada pela visita ao blog e pelo incentivo, Claudio! Comentários incentivadores como o seu, me estimulam na continuação desta tentativa de preservar a memória de um passado tão rico de emoções e sentimentos! Abçs!